Formação na Economia Solidária

Primeiros grupos produtivos


Na formação profissional surgem experiências de geração de trabalho, grupos de educandos prestam serviço de Manutenção nas áreas de seu curso, o Cesep descobre em diferentes bairros pessoas com visão e potencial de integrar sua produção com outros, aprende incubar grupos produtivos com perfil solidário e de autogestão, se capacita como Entidade Incubadora Territorial. 

Feira Suburbana Solidária


Acontece em Periperi, uns 25 grupos se apresentam para serem conhecidos e para vender seus produtos, espaço alternativo de comercialização, mostra a viabilidade desta nova forma de inclusão produtiva e solidária, nova aprendizagem coletiva.  

Rede de Comércio


É um processo que vem da necessidade dos Grupos se apoiar, trocar experiência e praticar a Economia Solidária em Rede, são 11 grupos em formação: na produção, em serviço e microcrédito e a Comunidade Quilombola rural. Roteiros com texto e perguntas se tornam instrumento de participação em todos os passos da Rede, a produção dos Grupos melhora com novos equipamentos, melhora a comercialização com troca dos produtos e abertura de lojas solidárias, uma grande aprendizagem na gestão e no marketing, sua influencia se amplia até se consolidar como Cooperativa.

COOTPESB Cooperativa de Trabalho de Produção e Economia Solidaria 


Resultado de fortalecimento dos grupos em Rede visa sua continuidade e amplia para novos grupos e municípios na Bahia, o Estatuto é preparado junto com os 15 Grupos, a Rede assume forma jurídica na Assembleia Geral com 23 Associados Fundadores, na Assembleia do 1º Aniversário os Grupos aprofundam seu entendimento, fazem propostas para planejamento e fortalecimento. 

Apoio do Poder Público 

Nos Editais abertos para a Formação na Economia Solidária o Cesep participa e são aprovados seus Projetos 'Incubadora Territorial', 'Feira Suburbana Solidária' e 'Rede de Comércio Justo e Solidário', apoio importante com o recurso financeiro e com sua participação e visitas. 

Parceria com MCP, Movimento das Comunidades Populares. 

Uma Parceria já existente que se fortalece na Rede participando em sua organização, com seus Grupos participam juntos com os Grupos da Rede nos encontros de troca de experiência e saberes, o MCP oferece sua prática na autonomia, na autogestão, no trabalho e produção coletiva, na construção da Comunidade Popular..